Etapa Estadual preparatória ao II ENE ocorre em Porto Alegre (RS)

imp-ult-4057514Mais de 450 professores, técnicos e estudantes da educação básica, técnica e tecnológica e do ensino superior participaram entre os dias 21 e 23 de abril do Encontro Estadual de Educação Preparatório do II Encontro Nacional da Educação (ENE), que ocorreu na Escola Técnica Parobé, em Porto Alegre (RS). O encontro discutiu propostas sobre a educação pública brasileira, que serão apresentadas no II ENE, que será realizado em Brasília (DF), de 16 a 18 de junho deste ano, com o mote “Contra o ajuste fiscal e a dívida pública – por um projeto classista e democrático de Educação”. Continuar lendo

Abertas as inscrições para o II ENE

BANNER INSCRICOES

As inscrições para participação no II Encontro Nacional de Educação (ENE) foram abertas nesta segunda-feira (25). Para se inscrever, o interessado deve acessar a ficha de inscrição disponível no site, preenchê-la, e fazer a transferência do valor da inscrição para a conta indicada. O II ENE ocorrerá em Brasília (DF) de 16 a 18 de junho.

Na ficha de inscrição, é necessário o preenchimento de alguns campos obrigatórios, que permitirão à organização do evento preparar melhor o ENE, como se é necessário creche ou alojamento, ou se são necessárias adaptações para garantir acessibilidade as pessoas com necessidades especiais. Também há campos não obrigatórios, que a organização do evento sugere o preenchimento, tais como orientação sexual, identidade de gênero e raça.
Continuar lendo

ANDES-SN divulga crítica à BNCC e cartilha sobre Projeto do Capital para a Educação

cartilhagtpeO ANDES-SN divulgou, na tarde desta sexta-feira (11), por meio da Circular 45/2016, uma nota política contrária à Base Nacional Comum Curricular. A manifestação do Sindicato Nacional sobre a BNCC através da nota foi deliberada no 35º Congresso do Sindicato Nacional, realizado no final de janeiro em Curitiba. No documento, a entidade faz uma análise do que representa a proposta do Ministério da Educação (MEC) para a Educação Básica e “se posiciona contra a BNCC por considera-la um instrumento centralizador, autoritário, reducionista e de controle dos conteúdos a serem ministrados por professores/as”. Continuar lendo